Corrupio (2011)

para piano solo

Estreia: Luiz Gustavo Carvalho. Festival Música de Agora. Itaú Cultural. São Paulo.

 

Corrupio é o nome dado a algumas brincadeiras infantis relacionadas ao movimento giratório. Nessa obra há uma tentativa de se criar uma espécie de brinquedo musical:  pequena máquina giratória inspirada na brincadeira de se rodar um corrupio. 

 

A peça é baseada na definição de ciclos melódicos que a cada reiteração exprimem um jogo entre repetição e novidade. Pouco a pouco distintos parâmetros musicais são enlaçados, estabelecendo-se volteios e giros que mobilizam vários níveis da composição.  

 

Consequentemente gestos e afetos relacionados ao movimento giratório vão se conectando e  peça move-se um pouco como uma espécie de berceuse, alternado sutilmente sonoridades e procedimentos composicionais atuais com ecos de uma musica do passado, cantigas de acalanto ouvidas outrora.

 

copyright © 2014 sérgio rodrigo